Viveiro de Mudas - Arvores Nativas e Arvores Frutiferas

Vendemos Jabuticabeiras em Vasos
Nossa Jabuticabeiras são produzidas em nosso
Viveiro de Mudas Floresta em Tupã - São Paulo
Endereço:
Estrada Parnaso São Martinho-Tupã-Sp

Viveiro de Mudas - Arvores Nativas e Arvores Frutiferas

Nossa Jabuticabeiras são produzidas em nosso
Viveiro de Mudas Floresta em Tupã - São Paulo

Enviamos Jabuticabeiras para qualquer local do Brasil

Fone : 014 3441 3501

florestamudas@gmail.com

domingo, 16 de junho de 2013

Jabuticabeira é Hora de Brincar

  (Foto: Célia Weiss e Edu Castello)
Felicidade geral
A frondosa jabuticabeira reinava sozinha no quintal de 60 m² desta casa em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. O desafio da paisagista Gigi Botelho era criar nele um jardim que agradasse ao casal de moradores e também pudesse ser aproveitado pelas duas filhas pequenas. Para as meninas, ela projetou uma casa de bonecas de 8 m², elevada junto à parede do vizinho, toda feita de madeira jatobá. Para ficar protegido das intempéries, o material recebeu um verniz especial. Embaixo, o espaço coberto virou uma área de refeições exclusiva das crianças. “Para os pais, construímos um banco de concreto, com assento da mesma madeira, em torno da jabuticabeira”, diz Gigi. Com treliças de ferro e madeira de demolição, ela fez um painel com três fontes no muro do outro lado do quintal. Para facilitar a drenagem da água de chuva e a manutenção do jardim, a paisagista revestiu o piso com uma manta de bidim coberta de pedriscos.
  (Foto: Célia Weiss e Edu Castello)
  (Foto: Célia Weiss e Edu Castello)
  (Foto: Célia Weiss e Edu Castello)
Playground equipado
Após a chegada do primeiro filho, os moradores desta casa no Alto da Boa Vista, zona sul de São Paulo, decidiram transformar o jardim contemplativo em um verdadeiro playground para o menino, hoje com três anos. O espaço de 180 m² conta com uma piscina de bolinhas, um tanque de areia, minigangorras e um brinquedo com rampa de escalada, além de jogo da velha e escorregador. Diversas espécies foram plantadas junto aos muros, com 1,5 m de distância da área do playground, respeitando as margens de segurança. “Trabalhamos com um paisagismo mais periférico, para liberar o acesso aos brinquedos, e optamos pelo uso do piso colorido de borracha, que absorve impacto”, contam os arquitetos paisagistas Eduardo e Beatriz Mera, da Mera Arquitetura Paisagística.
  (Foto: Célia Weiss e Edu Castello)
  (Foto: Célia Weiss e Edu Castello)

Nenhum comentário:

Postar um comentário