Viveiro de Mudas - Arvores Nativas e Arvores Frutiferas

Vendemos Jabuticabeiras em Vasos
Nossa Jabuticabeiras são produzidas em nosso
Viveiro de Mudas Floresta em Tupã - São Paulo
Endereço:
Estrada Parnaso São Martinho-Tupã-Sp

Viveiro de Mudas - Arvores Nativas e Arvores Frutiferas

Nossa Jabuticabeiras são produzidas em nosso
Viveiro de Mudas Floresta em Tupã - São Paulo

Enviamos Jabuticabeiras para qualquer local do Brasil

Fone : 014 3441 3501

florestamudas@gmail.com

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Ditado: Se é do Brasil e não é jabuticaba, não presta

Por: Manuela Musitano

Com este ditado, o povo brasileiro homenageia a fruta característica de sua terra. É isso mesmo, a jabuticaba é uma fruta originária do Brasil, nativa da Mata Atlântica. Por isso, é mais fácil encontrá-la nos estados do sudeste e em outros que também apresentem esse bioma. Outros países da América do Sul também cultivam a jabuticaba, como Argentina e Uruguai, mas de nascença mesmo, ela é brasileira. Mas vamos combinar que fácil mesmo de encontrar a jabuticaba é dentro da barriga da gente...

Jabuticaba com a casca rompida e a polpa pra fora
Jabuticaba com a casca rompida e a polpa pra fora

Muito docinha quando madura, a jabuticaba tem em seu interior uma polpa branca, que contrasta com sua casca arroxeada. Diferente das frutas que estamos acostumados a ver crescer e se pendurar em cachos, o fruto da jabuticaba cresce preso no tronco e nos galhos da árvore. Com isso, colhê-la acaba se tornando difícil, o que eleva o preço da jabuticaba quando comercializada. Mas provavelmente, o maior prazer de se comer jabuticaba é tirá-la do pé na hora da degustação. Não é difícil viajar para um sítio ou um hotel fazenda que tenha um pé de jabuticaba para apreciação do visitante. Ainda mais porque uma das safras da jabuticaba, período em que a planta dá frutos, é junto com as férias escolares, nos meses de janeiro e fevereiro.
Apesar de um tempo de colheita curto, de agosto a setembro e de janeiro a fevereiro, a quantidade produzida por um único pé é muito grande, o que pôde gerar a comercialização de produtos manufaturados a partir do fruto da jabuticaba. Já se pode comprar vinhos, sucos, licores, geleias e até vinagre de jabuticaba. Estudada por especialistas, descobriu-se que a jabuticaba é rica em ferro, cuja deficiência no organismo pode levar à anemia. A jabuticabeira é uma árvore de grande longevidade, que demora para dar seus primeiros frutos, mas a partir da primeira safra, quanto mais velha a árvore, melhores e em maior quantidade são os frutos.

Fruto preso ao tronco
Fruto preso ao tronco
Às vezes dá tanta jabuticaba, que o pé não tem espaço suficiente para elas se alastrarem pelo tronco e galhos, então elas possivelmente cobrirão até as raízes ocasionalmente descobertas. Uma jabuticabeira é capaz de dar até uma tonelada de frutos por ano. Ela existe em diferentes variedades, mas a mais conhecida e que possui o fruto mais doce, é a Myrciaria cauliflora, popularmente conhecida como Jabuticaba-Sabará, relativa à cidade de Sabará em Minas Gerais, Brasil. 

Aliás, Sabará abriga anualmente o Festival da Jabuticaba, entre o final de outubro e início de novembro. Nele, é possível encontrar diversos produtos preparados com a frutinha, como vinhos, licores, geleias, doces, sorvetes, etc. Mas a grande atração do festival é o aluguel de jabuticabeiras. Isso mesmo, o visitante aluga, por um período de tempo, uma jabuticabeira do quintal de um morador e pode comer até cansar.
Você pode plantar o seu próprio pé de jabuticaba com umas das poucas sementes que vêm envoltas na polpa, mas lembre-se de que a melhor época para o plantio é durante as chuvas e em terrenos que fiquem em até 600 m de altitude.
Além dos frutos, a jabuticabeira fornece uma madeira muito resistente, utilizada até como vigas, e as flores servem de alimento para as abelhas produzirem mel. Para o uso medicinal, a jabuticaba é indicada para conter diarreias e disenterias. Recentemente, descobriu-se que a jabuticaba tem outros valores medicinais, como proteger as artérias do coração. Além do ferro e de outras substâncias em menor quantidade, foi encontrada na composição da casca da jabuticaba, grandes quantidades de antocianinas, elementos também encontrados na uva escura e, consequentemente, no vinho tinto, que trabalham a favor do coração.
A floração marca o início do nascimento dos frutos
A floração marca o início do nascimento dos frutos

Para outro ditado, outra explicação. Se nossos avós diziam que jabuticaba se chupa no pé, é porque existe uma razão para isso. Como a fruta possui grande porção de açúcar nela, o fruto colhido começa a fermentar no mesmo dia. Por isso, o certo seria comê-la assim, fresquinha, aproveitando também sua sombra e seus galhos para descansar. Mas para quem não tem esse privilégio, o aconselhado seria guardá-la dentro de um saco plástico, dentro da geladeira, para tentar retardar ao máximo a sua fermentação.
A jabuticaba faz muito sucesso entre a criançada, devido ao seu sabor extremamente adocicado e sua árvore possuir muitos galhos e crescer no máximo até 10 m. Quem não gosta muito é mãe de comedor de jabuticaba, já que o suco que sai da casca tinge a mão de quem pega na fruta e, consequentemente, mancha com muita facilidade as roupas. E mancha de jabuticaba dificilmente sai na primeira lavagem. Portanto, comedores oficiais de jabuticaba, separem uma roupa velha para quando forem subir no pé, antes de se lambuzarem com esta delícia.

Fonte de imagens: http://www.flickr.com/photos/autopack/1813128907/, http://www.flickr.com/photos/dusokei/641265174/, http://www.flickr.com/photos/maybe-nextlifetime/2233099949/
Consultor: Miguel de Oliveira - Biólogo/ Museu da Vida (Fiocruz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário